quarta-feira, 6 de abril de 2011

Juiz ordena que pastor evangélico recoloque o crucifixo em Câmara Municipal

Postado por: Edson Araújo às 17:31 Comente

O vereador retirou o objeto alegando que o símbolo religioso fere a laicidade do Estado
Na última terça-feira, 5, o juiz Evandro Cangassu experiu uma liminar dando 24 horas para que o presidente da Câmara Municipal de João Monlevade (MG) recolocasse o crucifixo no plenário.
O vereador Carlos Roberto Lopes (PV) retirou o símbolo da sala onde é presidente alegando que o Estado é laico e portanto não pode ostentar símbolos religiosos nas repartições públicas.
O caso foi interpretado pela opinião pública como “intolerância de crença” e uma ação popular foi movida para que o objeto fosse recolocado.
Os católicos da cidade que fica a 110 km da capital mineira acreditam que se houvesse na Câmara um referência simbólica a fé evangélica o pastor a manteria intacta.
O advogado do processo, Teotino Damasceno Filho, argumentou que a presença de símbolos religiosos nas repartições públicas é uma expressão da cultura brasileira e, portanto, não fere a laicidade do Estado.
O vereador pode recorrer da decisão.
Com informações Paulopes

Ninguém comentou :(

Postar um comentário

EM CASO DE DÚVIDAS:
- Seu comentário de preferência precisa ser relacionado com o assunto do post;
- Link quebrado ou algo assim, POR FAVOR avise o mais rapido possivel para que possamos corrigir;
- Cuidado com as palavras, não use palavrões e nem palavras que venham a ofender alguém. Comentários desse gênero não serão publicados;
- Se quiser deixar sua URL, comente usando a opção OpenID;
- Com as suas dúvidas exclaressidas... opine, discuta, verbalize, interaja;

QUE A GRAÇA E A PAZ DO NOSSO SENHOR E SALVADOR JESUS CRISTO ESTEJA COM TODOS VOCÊS!

VOLTE SEMPRE!

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p