quarta-feira, 27 de abril de 2011

Franklin Graham volta atrás e diz que não quis criticar Obama

Postado por: Edson Araújo às 18:25 Comente

Declarações do pastor na ABC desagradam a Casa Branca
Franklin Graham volta atrás de suas declarações dadas no domingo de Páscoa dizendo que o presidente Barack Obama não tinha nascido nos Estados Unidos e que também não era um cristão legítimo. Diante da repercussão de suas palavras o pastor desconversa e diz que acredita que Obama está qualificado sim para tentar a reeleição.
Ao Cristianismo Hoje, revista fundada por seu pai, Billy Graham, Franklin Graham disse que não quis criticar o atual presidente dos Estados durante uma entrevista no canal ABC e que apenas respondeu ao que Christiane Amanpour lhe perguntou.
Sobre a alegação do nascimento de Obama ele diz: “Eu nunca levantei isso. Christiane Amanpour foi quem trouxe o assunto. Foi Donald Trump quem trouxe o assunto. Eu nunca trouxe o assunto como uma questão sobre a certidão de nascimento,” disse ele. “Eu não me importo se ele nasceu no Kansas, ou se ele nasceu no Havaí.”
Na entrevista dada no domingo ao “This Week” da ABC, Graham questionou por que Obama não revelou a sua certidão de nascimento quando lhe foi perguntado sobre reivindicações de Trump sobre o nascimento dele.
“Eu nasci em um hospital em Ashville, NC, e eu sei que meus registros estão lá. Provavelmente, você pode até mesmo ir lá e descobrir o quarto que minha mãe estava quando eu nasci,” disse Graham no “This Week”. “Não sei por que ele não pode providenciar isso.”
Essas palavras desagradaram a Casa Branca que por meio de seu porta-voz lamentou as acusações do pastor. “Acho que é lamentável que um líder religioso escolha o domingo de Páscoa para fazer acusações absurdas,” disse Jay Carney aos jornalistas.
Outro assunto que repercutiu mal foi quando Graham questionou a fé de Obama. “Para ele, ir à Igreja significa que ele é um Cristão. Para mim, a definição de um Cristão é saber que temos dado a nossa vida a Cristo e segui-lo na fé, e temos confiança nele como nosso Senhor e Salvador,” disse.
Mas na terça-feira as suas palavras foram outras, à revista Cristianismo Hoje ele disse que não acredita que o presidente dos Estados Unidos seja um mulçumano, já que ele diz que é cristão. Entretanto Graham acrescentou que sob a lei (islâmica) sharia, Obama ainda é considerado um Muçulmano porque seu pai é um muçulmano.
Por último o filho mais velho de Billy Graham preferiu não dizer quem irá apoias nas próximas eleições. “Eu não vou me envolver no processo político,” afirma Graham. “Haverá pessoas que eu gosto e desgosto.”
Ele revelou sua vontade de que gostaria que “um verdadeiro seguidor de Jesus Cristo e não apenas por nome” na Casa Branca. Ele reconheceu que Trump disse que ele vai à Igreja quando pode e Obama, também vai à Igreja quando ele pode.

Fonte: Gospel Prime
Com informações Christian Post

Ninguém comentou :(

Postar um comentário

EM CASO DE DÚVIDAS:
- Seu comentário de preferência precisa ser relacionado com o assunto do post;
- Link quebrado ou algo assim, POR FAVOR avise o mais rapido possivel para que possamos corrigir;
- Cuidado com as palavras, não use palavrões e nem palavras que venham a ofender alguém. Comentários desse gênero não serão publicados;
- Se quiser deixar sua URL, comente usando a opção OpenID;
- Com as suas dúvidas exclaressidas... opine, discuta, verbalize, interaja;

QUE A GRAÇA E A PAZ DO NOSSO SENHOR E SALVADOR JESUS CRISTO ESTEJA COM TODOS VOCÊS!

VOLTE SEMPRE!

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p